Classificação Planejada #6: Sinal de alerta – e não de pânico

O JEC bobeou. Em uma partida apática, empatou com o São Bento no último fim de semana e, para muitos, já é líquido e certo que o acesso não vem. Passada a raiva, sabemos que em 12 rodadas a serem disputadas, tem muita coisa que pode mudar. Não há motivo para pânico. Mas o sinal de alerta tem que estar ligado.

Toda semana, o Sou JEC analisa os resultados da rodada e faz um ranking de pontos previstos contra pontos conquistados, com base em critérios como jogos em casa e complexidade dos jogos fora. Começamos semana passada e você pode conferir aqui.

Como explicamos no post da rodada anterior, nossa inspiração é a metodologia de Classificação Planejada, utilizada pelo blogueiro Rica Perrone. Nesta metodologia, se traça um planejamento para que a equipe atinja seu objetivo ao final da competição. Basicamente: ganhar em casa, tirar pontos dos pequenos fora e aceitar perder para os mais fortes.

No nosso caso, buscamos atingir a meta de 30 pontos. Com essa pontuação, historicamente, se alcança a classificação para as quartas-de-final da Série C do Campeonato Brasileiro.

Vamos à conta! Para chegar aos 30 pontos, num cenário perfeito, o time precisa:

– Vencer todos os jogos em casa;

– Empatar fora de casa contra os três times mais fracos da chave;

– Pode perder fora de casa as outras seis partidas.

Consideramos que, antes da competição, Mogi Mirim, Macaé e Tupi eram os times mais frágeis da chave.

Essa é apenas uma forma de se planejar chegar aos 30 pontos. Não estamos vendo aqui se time X ou Y é muito fraco e a obrigação deveria ser vencer, e não empatar fora, por exemplo. Poderíamos adotar qualquer outra – inclusive vencer as 10 primeiras partidas (que sonho!!). Cada um com o seu critério.

O JEC vacilou. Empatar em casa não é bom negócio na Série C. Com isso, o JEC perdeu a chance de manter a meta de conquistar os 100% de pontos “projetados” neste cenário. Agora, terá que buscar ao menos uma vitória fora de casa para seguir no caminho da classificação. Uma notícia que poderia ser boa: os dois próximos jogos fora são contra Macaé e Mogi Mirim, os dois atuais habitantes da zona de rebaixamento. Mas, ultimamente, isto não quer dizer nada para o tricolor.

Observe o desempenho de cada time nos quadros abaixo. Na linha de cima, os resultados “planejados” para que um time atinja 30 pontos ao fim da primeira fase. Na linha de baixo, os resultados efetivamente conquistados. Lembrando sempre: vitórias em verde, empates em amarelo, derrotas em vermelho:

Como foram muitos empates nessa rodada, perceba na classificação pelo percentual de aproveitamento de pontos que a régua, pelo menos nessa rodada, baixou. O quarto colocado neste critério conquistou 90% dos pontos planejados – ou seja, teoricamente 27 pontos seria a pontuação de classificação. Mas ainda tem muita Série C pela frente. A meta tem que ser 30 pontos.

Para finalizar, compare a classificação pelo aproveitamento de pontos planejados x conquistados e a classificação real da Série C.

Até semana que vem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *