JEC x Tupi: Com toda a energia

Com toda a energia (assim esperamos), o Joinville vai em busca da consolidação da liderança no grupo B do Campeonato Brasileiro da Série C. E, como já é tradição, você sabe aqui no Sou JEC o essencial para o jogo de hoje.

ESCALAÇÕES

O Joinville perdeu três jogadores por lesão na partida contra o Volta Redonda. O lateral esquerdo Alex Ruan, o zagueiro Max e o volante Tinga desfalcam a equipe nesta sexta-feira. Com o elenco bem encaixado, não houve dúvidas para as substituições: Gustavo, Henrique Mattos e Roberto irão para o jogo.

O JEC deve iniciar a partida com: Matheus; Buiu, Danrlei, Henrique Mattos e Gustavo; Renan Teixeira, Roberto, Breno, Lúcio Flávio e Tiago Alagoano; Eliomar.

Entre os relacionados, algumas novidades: Ricardo Lobo, Lazio, Chaveirinho, além do retorno de Marlyson.

O Tupi está de aniversário – completa 105 anos de fundação nesta sexta-feira. O time tem apenas um ponto e está na zona de rebaixamento à Série D. Para surpreender o JEC, o técnico Aílton Ferraz monta um verdadeiro ferrolho – um 3-5-2 com três zagueiros e três volantes, liberando os laterais. Claramente o time vem para lutar por uma bola.

A provável escalação do Galo Carijó é: Paulo Henrique; Patrick, Fernando e Edmário; Lucas, Marcel, Kalu, Leandro Ferreira e Bruno Santos; Andrey e Rafael Teixeira.

HISTÓRICO

JEC x Tupi se enfrentaram apenas duas vezes na história, durante a Série B do ano passado. No último jogo, realizado em 09/09/2016 na Arena Joinville, empate em 1 a 1. Juninho marcou o gol do JEC enquanto Jonathan fez o gol dos visitantes.

APITO

Um trio baiano comanda a arbitragem. Diego Pombo Lopez comanda a partida, auxiliado por Paulo de Tarso Bregalda Gussen e Cláudio Antônio Dias Aragão.

HORÁRIO E INGRESSOS

O jogo será na Arena Joinville, às 19 horas.

Os ingressos seguem os ótimos valores aplicados para a Série C:

Arquibancada descoberta: R$ 20 (meia R$ 10)
Cadeira Nível 1: R$ 50 (meia R$ 25)
Cadeira Nível 2: R$ 60 (meia R$ 30)
Torcida visitante: R$ 20 (meia R$ 10)
Menores de 12 anos: R$ 10

QUEM TRANSMITE

Na TV, o jogo será transmitido pelo EI MAXX.

No rádio, a partida pode ser acompanhada em Joinville e região nas rádios 89 FM (89.5), Máxima FM (96.7), Cultura (1250 AM) e Clube (1590 AM), lembrando que, devido à transmissão do programa “A Voz do Brasil” o primeiro tempo deve ser transmitido apenas pela internet.

6 comentários sobre “JEC x Tupi: Com toda a energia

  1. Saudações. É muito importante a transmissão dos Jogos do JEC pelo EI MAXX. Assim podemos acompanhar os jogos do JEC também pela Televisão. A Globo fazia isso há décadas atrás, porém, com o passar dos anos, e com o monopólio dos direitos da Seleção Brasileira e do campeonato brasileiro, nosso Jec foi gradativamente deixado de lado . A rádio, heroicamente, cumpre essa função e lacuna deixada pela Rede Globo. A disponibilização por mídia proporciona mais identidade do clube com o torcedor, incentivando a adesão ao programa sócio-torcedor do Joinville Esporte Clube, terceira maior cidade do Sul do País, e, segundo publicado, em estudos da mídia “Financial Times” , a melhor cidade para receber investimentos, na América do Sul.

  2. Saudações. A reforma da gestão pública e privada do desporto nacional começa por onde termina : a indústria do entretenimento. Quem ganha com o monopólio de mídia sobre a seleção brasileira de futebol e do campeonato brasileiro da série A ? Quem ganhou com a exclusividade de mídia da Copa 14 e Jogos Olímpicos 16, onde foram feitos investimentos públicos da ordem de 0,1 Trilhão de Reais ? Pela criação de canais de investimento privado no desporto brasileiro, através de entidade pública homologadora e fiscalizadora de títulos do desporto a serem negociados em Bolsas de Valores Globais, a Agência Nacional do Esporte.

  3. Saudações. Pela alteração do imperialista e monopolista inciso III do artigo 42 da Lei Pelé, 9.615 / 98, permitindo a vinculação de direitos comerciais com os Patrocinadores Master ou Detentores de Naming Rights de Estádios, Arenas, Centros de Treinamento, outros, referentes às imagens de mídia de eventos esportivos ocorridos em suas dependências. Estas alterações permitiriam maiores valores em licitações de concessões de operações destes ativos imobiliários, gerando mais negócios, oportunidades e empregos.

  4. Saudações. O Ministério Público Federal pode e deve solicitar o depoimento da Rede Globo de Televisão, através de seus diretores-presidentes, para esclarecimento ao país, de como licita para a aquisição de direitos de mídia da Seleção Brasileira, e dos campeonatos brasileiro e estaduais de futebol. Perguntas Sugeridas: 1. Quanto efetivamente pagou pelos direitos de mídia dos últimos cinco campeonatos brasileiros de futebol ? 2. Como e quanto foram pagos a cada clube de futebol, que participa das séries A, B, C do campeonato brasileiro ? 3. Que critérios usa para quantificar o pagamento para cada clube ? 4. Por que ainda não incentivou a criação de ligas independentes de clubes no Brasil, para diversos campeonatos de futebol, prestando importante serviço a indústria de entretenimento nacional, bem como aos clubes, dinamizando a formação de atletas no país ? 5. Como se habilitou a licitar ? 6. Como licitou e pagou pelos direitos de mídia da seleção brasileira, em todas as categorias de idade, nos últimos cinco anos ? 7. Tinha conhecimento de eventuais desvios de valores praticados pelos administradores da CBF, em relação aos pagamentos , ou eventuais intermediários, objetivando sonegacoes de impostos, ou para outras finalidades ilícitas ? 8. Realizou algum destes pagamentos em contas no exterior para a CBF ou eventuais intermediários ? Se afirmativo, quais pagamentos, que valores , e por que ?

  5. Saudações. Este torcedor sugere ,como pauta de debate , quais as perspectivas de investimento , de curto, médio, longo prazo, do Esporte Interativo e de outras redes de mídia, em nosso clube, o Joinville Esporte Clube.

  6. Saudações. A eficaz e eficiente utilização das plataformas digitais para conteúdo (streaming) esportivo prescinde de transparência de canais de investimento privado no setor. A mídia de entretenimento, rapidamente migrando para plataformas digitais, exige cada vez mais urgente a criação de mecanismos de investimento privado, que poderão ser criados através da formatação de títulos do desporto. Pela urgente criação de entidade pública independente, homologadora e fiscalizadora de títulos do desporto, a Agência Nacional do Esporte. Pela urgente atualização do Jurássico Artigo 42 da Lei Pele, 9.616/98, adequando-se às demandas atuais, por plataformas digitais de entretenimento esportivo, fomentadas por títulos do desporto, a serem negociados em Bolsas de Valores Globais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *