Precisamos falar desses garotos!

Como dissemos ontem, o resultado contra o Atlético/MG era o que menos importava. O que valia era avaliar o desempenho da garotada do JEC, visando opções para o nosso futuro.

Vimos em campo um time aguerrido, aplicado na marcação, fazendo o que podia contra o Galo de Otero, Cazares, Fred, Leonardo Silva, Elias… Indiscutivelmente um dos três melhores elencos do país. A atmosfera do estádio era diferente, com a torcida do Atlético dando show. O jogo foi extremamente agradável. Quem imaginava um massacre, se decepcionou. A derrota veio apenas em dois lances de bola parada – um pênalti de Brenner típico dos jogadores inexperientes e uma falta de rara felicidade cobrada por Otero.

O JEC tira destaques positivos do jogo. O goleiro Matheus, com boas defesas, mostrou que pode ser uma excelente opção para a meta tricolor (uma parcela da torcida até defendeu a titularidade do garoto). Atuações positivas também de Igor, Knapp e Gustavo Xuxa, este último o melhor em campo e que, em minha opinião merece, pelo futebol apresentado, roubar a vaga de Alex Ruan na equipe titular. Houveram erros e pontos de atenção também, em principal a falta de qualidade nos passes, que impediu maiores chegadas no ataque. As atuações de Jonathan Ramos e Brenner também merecem atenção por terem sido abaixo da média. Mas nada que tire o orgulho pelo jogo digno feito pela garotada. Os meninos estão de parabéns.

Valeu pela raça. E isso demonstra, mais uma vez, a importância de um bom investimento em um trabalho de base. É inadmissível que o JEC passe um semestre inteiro sem disputar competições na categoria de base, como ocorreu no ano passado. Soa clichê, mas é importante novamente salientar: ter um trabalho forte, integrado com o profissional (modelos de jogo parecidos e alinhamento entre as comissões técnicas) é um pilar fundamental para um JEC forte no futuro.

Confira abaixo a ficha técnica do jogo.

Atlético/MG 2 x 0 Joinville

ATLÉTICO-MG: Giovanni, Marcos Rocha, Leonardo Silva, Gabriel, Fábio Santos, Rafael Carioca, Elias (Yago), Danilo, Cazares (Maicosuel), Otero, Fred (Rafael Moura). Técnico: Roger Machado

JOINVILLE: Matheus; Jeferson, Igor, Gustavo e Brenner; Júnior Sutil, Jonathan Ramos (Eduardo Person) e Gabriel Knapp; Gustavo Xuxa (Diego Viana), Marlyson e Breno (Matheus Silva). Técnico: Fabinho Santos

Copa da Primeira Liga, Grupo C, 2ª rodada
Estádio Independência, em Belo Horizonte/MG.
09 de fevereiro de 2017 – quinta-feira – 19h15min (de Brasília)
Arbitragem: Edivaldo Elias da Silva (PR), auxiliado por Luiz Souza Santos (PR) e Diego Gruba (PR)
Cartões Amarelos: Danilo (CAM); Brenner e Gustavo (JEC)
Gols: Fred (CAM), aos 18’ do 1T e Otero (CAM), aos 22’ do 2T.
Público: 13.248
Renda: R$ 117.610

(Foto: Beto Lima/Assessoria JEC)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *