Para manter o tabu na Arena

3.300 dias. 9 anos e 11 dias. Três olimpíadas, duas copas do mundo, três presidentes da República, dois títulos nacionais e 16 jogos entre os dois em casa se passaram desde que o Figueirense venceu na última vez jogando na Arena Joinville. Em 20 de janeiro de 2008, com gol de Wellington Amorim, o Joinville, de Marcelo Pitol, Alexsandro, Leo, Neizinho, Bispo, Moscatelli e Tiago Cavalcanti, entre outros (lembra deles) perdeu pela última vez para o time do Estreito.

Hoje o Joinville faz sua primeira partida na Arena pelo Campeonato Catarinense. Chamar de clássico ou não é um detalhe. Fato é que a rivalidade de Joinville x Figueirense, quando colocada em campo, é certeza de uma grande batalha. Um não gosta de perder para o outro. O Sou JEC te dá os motivos para vestir o manto, ir até a Arena, pegar a capa de chuva (será?) e curtir um grande jogo.

PREPARAÇÃO

Para manter o tabu, o técnico do JEC Fabinho Santos sinaliza que escalará o Joinville com duas novidades: Ciro entra no lugar do lesionado Bruno Batata (será que vem lei do ex por aí?), enquanto Aldair – após o belo segundo tempo contra o Almirante Barroso – ganha uma oportunidade no time titular no lugar de Alex Ruan.

Já o Figueirense vem para a maior cidade do estado em crise. Duas derrotas em casa no início da temporada (1 a 0 para o Londrina pela Primeira Liga e a virada por 2 a 1 contra o Brusque pelo Catarinense) colocam pressão na equipe e no técnico Marquinhos Santos. Ciente da pressão, o time da capital promoverá a estreia de Zé Love que, mesmo tendo chegado depois dos demais companheiros na pré-temporada, vai para o jogo devido à necessidade de um bom resultado, provavelmente na vaga ocupada por Mateusinho no jogo contra o Brusque. Resta saber se o atleta está devidamente preparado fisicamente para encarar um possível campo pesado na Arena Joinville.

HISTÓRICO

Na história, são 193 jogos entre Joinville x Figueirense, com ampla vantagem no retrospecto para a equipe tricolor. São 73 vitórias do JEC contra 52 do Figueirense, além de 68 empates. 222 gols marcados pelo JEC e 201 marcados pelo Figueirense.

No último encontro entre as duas equipes, vitória do Joinville no Orlando Scarpelli por 2 a 1, pelo Catarinense de 2016 (12/03/2016). Gols de Bruno Aguiar e Kadu (JEC) e Ermel (FIG).

Nos últimos 16 jogos na Arena Joinville, são 9 vitórias do Tricolor e 7 empates.

ESCALAÇÕES

O Joinville deve ir a campo com: Jhonatan; Caíque, Henrique Mattos, Max e Fernandinho; Roberto, Kadu, Lúcio Flávio e Aldair; Fabinho Alves e Ciro.

O Figueirense possui uma dúvida na defesa. Ou promove a estreia de Leandro Almeida, ou mantém a zaga titular no jogo contra o Brusque, com Dirceu e Bruno Alves. Assim, o time do Figueirense está desenhado com: Luis Carlos; Dudu, Dirceu, Bruno Alves (Leandro Almeida) e Henrique Trevisan, Juliano e Ferrugem; Everton, Aquino e Zé Love; Bill.

APITO

O polêmico Heber Roberto Lopes apita a partida, auxiliado por Kleber Lucio Gil e Alex dos Santos.

TÁ, MAS QUANDO E POR QUANTO?

O jogo é nesta quarta (01/02/2017), às 21h45min. Os ingressos custam R$ 40,00 (arquibancada descoberta), R$ 60,00 (coberta nível 1) e R$ 80,00 (coberta nível 2). E tem promoção: torcedor com camisa do JEC paga apenas R$ 30,00 na arquibancada descoberta.

QUEM TRANSMITE

Na TV, o jogo será transmitido pela RBS TV, com narração de Cleiton Cesar e comentários de Rodrigo Faraco. O PFC transmite com Paulo Stein e Ricardo Gonzalez.

No rádio, a partida pode ser acompanhada em Joinville e região nas rádios 89 FM (89.5), Máxima FM (96.7), Cultura (1250 AM) e Clube (1590 AM).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *