Lisca contra os números

O novo treinador do Joinville, Lisca, fez jus ao apelido de “Doido” assumindo o comando de um Joinville que lutará não só contra outros times, mas principalmente contra números.

WIL-PHOTOGRAPY

O JEC tem, hoje, míseros 0,68% de chance de acesso à Série A e, entretanto, tem 56,2% de chance de cair para a Série C, segundo o Departamento de Matemática da UFMG. Probabilidades estas que se baseiam em números pífios do Joinville. O tricolor hoje possui o pior ataque (apenas 7 gols marcados) e a quinta pior defesa (16 gols sofridos) da Série B. Isso gera uma média absurda: é como se o JEC fizesse um gol a cada duas partidas e sofresse 1,14 gols a cada jogo.

O momento do time também não ajuda. Atualmente, o Coelho enfrenta o título de segundo time com a maior sequência sem vencer (são 6 partidas de jejum, atrás apenas do Bragantino com 7) e primeiro lugar em maior sequência de derrotas (4 consecutivas).

Números estes que derrubaram Hemerson Maria e, junto com o mané, afundaram o Joinville na tabela de classificação. A missão de Lisca é duríssima: arrumar a defesa, fazer milagre no ataque e driblar a matemática.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *