Sem “tesón” e com time reserva JEC empata com o Brusque e fecha o segundo turno do Havanzão 2016

24042016-Sessão-do-Studio-113-17-740x493

Com o time reserva o Joinville entrou em campo não só para jogar uma partida que não valia mais nada para o campeonato mas sim para manter a moral em dia para as próximas decisões que vem por aí.

O JEC enfrentou o Brusque na Arena em mais uma tarde de domingo muito quente (quando isso vai acabar?). Jogo passando na televisão aberta, muito sol e calor, um jogo apenas para cumprir tabela pois o Joinville já estava na final, enfim todos os ingredientes para ficarmos em casa né? Errado! Você deveria estar lá nem que fosse para pontuar no programa de sócios do Joinville. Bom em todo caso quem estava lá assistiu um jogo bem chato. Emoção mesmo ficou por conta do Brusque logo no inicio da partida, isso porque Paulinho (que parece uma batatinha ;] ) abriu o placar e o arbitro chegou a validar o gol, mas depois em conversa a auxiliar Jennifer Soares ele voltou atrás pois o lance era irregular, esse foi o lance mais emocionante da partida.

Aí você pergunta, “A Raphael, mas e o gol do JEC?” Sim o gol do JEC para abrir o placar de verdade desta vez. Adriano é agarrado na área e o arbitro marca “penarti”. Pereira, que carregava a 10 neste jogo bate e converte, Joinville 1 a 0. Esse foi o aborrecido primeiro tempo.

Para o segundo tempo HM muda o time. O agora Ítalo Melo sai para a entrada de Breno, o resultado disso? Nenhum. Maria também saca Pereira para a colocar Jonathan Ramos, resultado disso? Nenhum. O apático e sem tesão JEC que do meio para a frente era um amontoado de jogadores  recém promovidos da base não cagava nem desocupava a moita, viu o ancião Carlos Alberto cansar de perder gols com bolas na trave e lances frente a frente com Jonathan e não demorou muito para ver o zagueiro do Brusque empatar a partida. Joinville 1 x Brusque 1. O JEC ainda tentou alguma coisa no finalzinho mas na verdade todos queria o apito final.

Para finalizar. O empate não foi um resultado ruim, longe disso, mas eu esperava que essa garotada da base e outros jogadores que já foram titulares e hoje são reservas aproveitassem mais a chance que receberam. O Joinville precisa contar com todo o elenco e em um jogo sem pressão, jogado na Arena, contra um Brusque que não se fechou era obrigatório uma boa apresentação, no fim das contas mantivemos a moral em dia para a decisão de quarta contra o Comercial pela Copa do Brasil e também para a primeira parte da decisão de domingo contra a Chapecoense.

Destaques da partida

1425988444Destaque positivo 

O destaque positivo (que foi difícil para escolher) fica por conta da auxiliar Jennifer Soares. Pra quem acha que mulher não entende a regra do impedimento ela provou que manja mais que o Braulio e anulou acertadamente o gol do Brusque. Parabéns Jennifer, você ganhou o prêmio “Como é a regra do impedimento?”. Faça bom uso dele.

 

CapturarDestaque negativo e positivo ao mesmo tempo, sacou?

O vencedor do “Troféu Mauro Cezar Pereira” de jogador PÍFIO da rodada fica com o Carlinhos. Duas bolas na trave, chance clara perdida contra o goleirão Jonathan, claro que isso foi muito bom para nós mas Carlinhos, os gols que você perdeu hoje não se pedem meu amigo. Gostamos de você Carlinhos, obrigado pela parceria!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *