Vim do futuro e afirmo: o JEC não vai ser rebaixado!

A missão pode parecer desdenhável: ser melhor que quatro equipes. Mas, meu amigo, no que se refere à Série A do Campeonato Brasil, essa missão não é fácil nem aos gigantes do futebol nacional.

Que lhes diga o Vasco: inúmeras vezes campeão brasileiro (vice também, diga-se de passagem) e hoje está ali, na lanterninha do Brasileirão. Também exemplifica o Cruzeiro, bicampeão brasileiro nos últimos dois anos, e que ainda não está na Zona de Rebaixamento, mas se não se cuidar pode entrar nessa rodada, visto que está na 16ª posição da tabela.

O que faz, com tantas equipes com história, camisa, orçamento e até experiência maiores, do JEC um favorito à permanência na primeira divisão brasileira?

Nada.

Exatamente: nada! O JEC não é e não vai ser por alguns anos favorito a nada na Série A senão o rebaixamento. Ao menos para a imprensa nacional e os demais clubes e seus torcedores.

No entanto, há razões para acreditar. Mesmo com 64,6% de chance de rebaixamento de acordo com a UFMG (até o momento deste post) podemos, sim, permanecer na elite do futebol verde-amarelo. E eu afirmo a vocês: vim do futuro dizer-lhes que o JEC não cai, não. O JEC vai permanecer na Série A de 2016 (mas esse futuro aí é assunto para outro post…).

Veja abaixo como posso provar que realmente vim do futuro: a classificação final do Brasileirão, extraída do Globoesporte.com/Brasileirão.

Tabela_2015
Tabela final do Brasileirão 2015, vista por alguém que veio do futuro. (Reprodução/SouJEC.com)

Sim, antes que me perguntem, o Galo vai ser campeão novamente depois de séculos, o CBForinthians vai ser vice e o Grêmio, terceiro colocado, vai em busca do recorde de clube mais anos sem títulos. Fechando o G-4, o São Paulo vai estar lá, depois de superar a crise, esperando a Libertadores do ano que vem.

O Joinville, em 14º lugar, somou 8 vitórias, 3 empates e 6 vitórias a partir do jogo de hoje (02/09), no jogo contra o São Paulo e assim conquistou 46 pontos.

Curioso destacar que nossos companheiros catarinenses vieram logo abaixo: o Figueirense em 15º, o Chapecoense em 16º e o nosso amigo Avaí rebeixadíssimo, no 17º lugar.

Completando a zona de degola, estão o #CoxaLíder nem tão líder assim, o Goiás e, curiosamente, o Vasco que deveria ter se esforçado mais para ao menos ser o vice-líder debaixo para cima.

É claro que, se eu contar qual jogo venceremos, qual empataremos, qual perderemos, não vai ter mais graça alguma. Então vamos deixar apenas assim: o JEC não cai. O desenrolar dessa trama vamos ter que acompanhar – de perto, como vi: Arena lotada, excursões com clamores de “eu acredito”, emoção pura de cada torcedor e o último apito, contra o Grêmio na Arena Joinville, onde cada coração tricolor vai vibrar num grito de “estamos vivos – mais do que nunca!”.

Aos cornetas e adversários: cholem mais!

E aos que acreditam: vocês, sim, são a alma do nosso time! Já diria o rapper Emicida: “deixo uma observação atrás: que se a sua esperança morreu, irmão, f*deu, ela era a última a morrer, você já não existe mais!”.

#tôfechadocomoJEC #eubotofénagarradessecoelho

Aviso: esta coluna é parcial, passional e completamente não-profissional. Não possui necessidade de ter qualquer relação com a verdade – desde que não denigra a imagem de ninguém. A coluna representa a opinião do autor, e não do site SouJEC.com. Contatos – seja reclamações, dúvidas ou sugestões – podem ser feitos através do e-mail guilherme@soujec.com ou do Twitter @oguilhermeluiz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *