Memória tricolor: A era WL Sports

1202189291_fVocê sabia que o JEC já fez uma parceria com Wanderley Luxemburgo?

O ano era 2007, o JEC vinha de tempos muito difíceis, nada dava certo. De repente uma luz foi vista no fim do túnel, Wanderley Luxemburgo sinalizou o interesse em cuidar do departamento de futebol do JEC.

O contrato foi assinado em 2008, a empresa teria R$ 70 mil mensais para custear a equipe de profissionais do departamento de futebol, a contratação de jogadores também seria de responsabilidade da empresa, tendo direito à uma verba de R$ 210 mil mensais. A maior parte do lucro com venda de jogadores ficaria com a WL Sports, sendo apenas 20% a 30% para o JEC.

Em matéria ao globoesporte.com na época, as metas da empresa e do clube foram divulgadas:

Vanderlei Luxemburgo assinou um contrato de dois anos com o clube catarinense e os planos não são nada modestos. As metas de Luxa são levar o Joinville ao bicampeonato catarinense, vencer a Série C de 2008, garantindo vaga na Segundona de 2009 e, de quebra, disputar a Copa do Brasil. No fim de 2008, o trabalho será avaliado pela diretoria do clube. Se as metas forem atingidas, o contrato será renovado.

É, para a torcida na época foi uma grande notícia, e os ânimos voltaram a fazer parte do dia-a-dia dos tricolores. Não por muito tempo.

A empresa trouxe o técnico Waldemar Lemos, e Ocimar Bolicenho como superintendente de futebol. O técnico não durou dois meses no comando do time, depois de 4 derrotas e 1 empate foi demitido. Pouco tempo depois o superintendente de futebol também foi embora.

Logo depois, pelos maus resultados e pelo alto investimento, a diretoria do JEC resolveu desfazer a parceria. Naquele ano o JEC terminou o catarinense em 6º na classificação geral, não conseguindo a vaga para a Série C (que ficou com o Metropolitano) e ficando sem calendário o resto do ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *