Alo? O jogo contra a Ponte já acabou?

Pois então, amigos. Ponte? Osou jec que tem a ver a eterna macaca virgem a ver com campeonato catarinense? Bem, pelo que eu me lembre, foi o último bom jogo que eu assisti do nosso Tricolor. Depois vimos nada mais, nada menos que Boa Esporte, Luverdense e Oeste (onde eu viajei quase 2 mil km para ver o caneco, mas com futebol sofrível). Todos jogos com futebol abaixo da crítica. Mas tudo bem, enfim, o objetivo principal fora alcançado. Vencemos a Série B, colocamos (mais) uma estrela no peito e dá-lhe festa.

Começou o estadual, base mantida, alguns reforços e a esperança de sair dessa malfadada fila mais uma vez se renovando. Início com clássico, Avaí sem vários jogadores, time remontado, nenhum grande nome e tudo para uma grande vitória. Bom início de jogo, envolvente, criando chances e abrindo dois a zero ao natural. Volta do bom futebol? Por trinta minutos, senão menos.

Segundo tempo sofrível, time apático, facilmente envolvido e que, por obra dos deuses do futebol, colocou debaixo do braço um pontinho, mirradinho, pequenininho, chatinho… Mas era início de temporada, falta de ritmo, aquela coisa e tal… Beleza, vamos lá.

Agora, um time campeão da Série B, sendo montado para uma Série A, que não consegue envolver um time montado para NÃO CAIR, me desculpem, é meio demais. O time do Atlético de Ibirama é limitado, e não tem pretensão de ser mais que isso.

A Série B acabou, a festa acabou e chega de passar a mão na cabeça. Ou esse time mostra que está ciente do que tem que fazer e esquece o oba-oba, ou a sequência do ano começa a preocupar.

O lateral esquerdo é expulso, e o substituto é improvisado. O lateral direito é substituído por um jogador improvisado.

O volante é substituído por um zagueiro (contra o Atlético de Ibirama). Se o Marcelo Costa sair, quem é o meia de armação?

O elenco do JEC está preparado para o título estadual?

O elenco do JEC está sendo montado para a Série A? É início de campeonato, mas é tiro curto.

Hemerson Maria (que tem meu apoio) não pode ser um pouco mais ousado?

Sempre fui um otimista. Mas esperava mais desse JEC nessa arrancada de estadual. Ainda dá. Tem qualidade pra isso, mas tem que mostrar.

Chega de “mas”, “mas”, “mas”…

4 comentários sobre “Alo? O jogo contra a Ponte já acabou?

  1. O hexagonal inicial é ridículo de fácil, sorte a nossa. O time ainda não está bem montado pelo Maria e os jogadores ainda não estão no seu melhor nível. Jael e Saci fazem muita falta.

    Analisando individualmente, destaco negativo pro Anselmo, que aparentemente se machucou. Infelizmente ninguém enxerga que um dos principais problemas do Joinville está nos volantes. Contra o Avaí nossa zaga ficou exposta e extremamente desprotegida. No mais, jogadores totalmente apáticos e as improvisações foram obviamente ineficazes.

    Também não dá pra crucificar, temos Alef, Saci e Jael que serão essenciais nesse elenco. Eu, particularmente, já sabia que seria assim, afinal de contas, o Joinville contratou pouco e barato, e todos foram apostas. A nossa única chance é fazer com que as nossas apostas deem certo, como foi ano passado, onde até o Edigar Junio virou artilheiro.

  2. Perfeita analise do que se passa…! Pode ser ate que o time esteja no inicio, mas me expliquem a motivação agora para o Joãozinho, Geandro (quando entra o Dráusio), Eduardo, F.Viana e outros mais. O time acabou o jogo com QUATRO zagueiros centrais. Já vi muita coisa no futebol no mundo, mas sem ser por necessidade de se DEFENDER, nunca tinha visto isso. HM virou, como dizem, Professor Pardal… ou será que lhe fez falta o Ramon no ouvido?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *