Novela acabando?

Enfim, ao que16312836 tudo indica a interminável novela a respeito da saída ou não de Jael, vulgo Cruel, está próxima do fim. Em tempo, já estava dando pra bola essa enrolação. Vai, não vai, fica, não fica…

Pois bem, se realmente o “fico” de Jael se confirmar, dá pra considerar como um baita reforço pra 2015. Reforço sim, pois já dávamos sua perda como favas contadas. Imaginávamos Rafael Costa o substituindo e, de repente, vislumbramos o time com os dois! Senhora reviravolta!

Restou ao “bahêa” colocar o rabinho entre as pernas e pedir desculpas ao seu torcedor pela tremenda patuscada, digna de cinema pastelão. Anunciar contratação no site oficial, sem o preto-no-branco é pedir tiro no pé.

Sobre os bastidores da embromação, pouco se sabe, e acho que nem devemos saber. Se ele disse lá que queria ir, se disse aqui que queria ficar, ou o que realmente melou o negócio, acho que nesse momento pouco importa. Uns dizem que faltou acordo com o São Caetano, outros que Jael não cumpriu com o combinado, e até que nunca houve acordo firmado. Deixa pra lá. O Cruel já mostrou que gosta daqui e quer o JEC. Acho que errou por não se pronunciar e deixar as especulações correrem soltas, mas são águas passadas.

O próprio jogador publicou o seu desejo de ficar no JEC no seu instagram:

Venho aqui agradecer todo carinho, respeito e admiração que vocês torcedores do ESPORTE CLUBE BAHIA tiveram por mim, mas a minha decisão é de permanecer no Joinville, um clube onde lutei junto com um grupo muito especial o ano passado inteiro pelo ACESSO e que agora precisam de mim em uma nova batalha, o Joinville me deu todo suporte durante minha lesão e recuperação seria uma injustiça da minha parte deixá-los na mão nesse momento, além disso as decisões que eu tomo hoje não influenciam apenas a minha vida e sim da minha família que acabaram fazendo planos em função do lugar onde estou e nessa vida quem realmente se importa com a gente é a nossa família e eu não posso deixar de lado o que eles significam para mim. Eu agradeço de coração ao Esporte Clube Bahia, um clube onde ja fui muito feliz, sou extremo admirador dessa torcida e desse Clube. Tem muita gente me chamando de Mercenário, mas a decisão de ficar NO JEC não foi por questão financeira até porque a proposta do ECB era muito melhor financeiramente, então se eu fosse para o Bahia aí sim estaria sendo mercenário com o Joinville, minha decisão foi por princípios, por ética e reconhecimento por tudo que o Joinville Esporte Clube fez por mim. Eu não vou mentir que estive negociando com o Bahia, mas em todo tempo deixei claro para o Gerente de Futebol ALEXANDRE FARIA que eu precisa ter uma conversa com o Presidente do Joinville Esporte Clube Nereu Martinelli, por ser uma pessoa que tenho muito respeito, carinho e que me ajudou muito durante todo o ano passado. Essa decisão é imposta em função de tudo que eu vivi durante esse ano abençoado de 2014, jamais me esquecerei de toda história que tenho no Esporte Clube Bahia e isso levarei comigo, assim como a história que tenho construído e ainda vou construir no Joinville Esporte Clube. #DEUSNOCONTROLE #2015anodasuperação #TRATAMENTOINTENSIVO #faltapouco #foconarecuperacao

Uma foto publicada por Jael Ferreira (@jaeloficial) em

Aqui é o teu lugar, Jael! Se lá você foi ídolo, aqui será muito mais!

#VEMJOGARASÉRIEA

#CHORABAHIA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *