“Sem golpe que agora não é o momento”, pede Jony Stassun

Não é só a mistura do clima da cidade com o verão que está esquentando as coisas por aqui na maior cidade do estado.

Após todo o agito que vem desde a noite de sexta numa das crises mais preocupantes dos tempos atuais do Joinville Esporte Clube, o presidente do Joinville Esporte Clube, Jony Stassun, soltou o verbo sobre a situação dos bastidores do Tricolor no que parece ser um degrau que agrava ainda mais a situação do clube.

O uso do estatuto

“O doutor Ricardo Roesler (pai do ex-advogado do clube, afastado em janeiro, Leonardo Roesler) está usando o estatuto para apontar falhas da atual diretoria e, logicamente, atingir o presidente”, denunciou o mandatário tricolor.

Complô com linha de ataque

“Acredito que o Marcus Silva com Roesler pai e filho (o desembargador Ricardo e o advogado Leonardo Roesler), Cristian (Bonezzi) e companhia limitada querem dar o bote, usando uma emissora de rádio da cidade como linha de ataque. Cristian conseguiu patrocínio para a emissora e pagou churrasco para eles na casa dele em São Paulo”, sugeriu Stassun.

O executivo e conselheiro Cristian Bonezzi. (Foto: Acervo pessoal)

Oposição nas redes sociais

“Tenho, no entanto, como provar que o Leonardo Roesler montou o e-mail da Oposição Tricolor (conta criada na rede social Twitter para denunciar e atacar os bastidores do Joinville Esporte Clube) e o Twitter da esposa dele fazia parte do Bastidores (Bastidores do JEC, outra conta no microblog criada com o mesmo intuito) e Oposição Tricolor. Inclusive o Twitter da esposa está no despacho judicial”, informou Jony.

O presidente denunciou ano passado para a Justiça que estas contas o estavam atacando e conseguiu conhecer os donos das contas que, segundo ele, são ligados ao Leonardo Roesler.

O próximo passo

Perguntamos ao empresário qual seria o próximo passo depois disso tudo. “Sem golpe que agora não é o momento”, resumiu Jony. “Na reunião da terça vou me defender e se necessário atacar com as provas que eu tenho”.

O sócio permanece sendo o principal prejudicado na crise interna do Joinville. (Foto: Guilherme Luiz/Sou JEC)

O outro lado

Procurado, o presidente do Conselho Deliberativo, o dr. Marcus Silva, repudiou as declarações do presidente que, de acordo com ele, cria factoides e afasta as pessoas por estar acuado. “Não tem golpe, o que existe é que na terça-feira iremos questionar o que está acontecendo e perguntar ao presidente se tem condições de continuar do jeito que está, nessa crise que o próprio Jony provocou”, disse. Ainda de acordo com Marcus, Jony está “unindo pessoas que antes não se davam bem contra ele mesmo”.

Marcus Silva, presidente do Conselho Deliberativo do JEC. (Foto: Rodrigo Philipps/Agência RBS)

Sobre o desembargador e conselheiro Ricardo Roesler, Marcus disse que nada tem a ver com a crise. “Ricardo apenas solicitou alguns documentos e declarações para a reunião do Conselho, e isso já foi feito em gestões passadas também. Acima de tudo, é um direito dele”. Marcus finalizou falando que o Conselho tem se esforçado com o presidente do clube, mas não tem sido suficientemente valorizado.

Procurado, Leonardo Roesler disse não ter nenhuma declaração sobre as acusações. Não conseguimos contato com Cristian Bonezzi. A reunião do Conselho na terça-feira (07) será, ao que tudo indica, um divisor de águas nessa história toda e – esperamos – os pontos serão finalmente esclarecidos de fato. Até lá, muita água ainda vai rolar. O que, aqui em Joinville, é normal depois de dias muito quentes como estes…

9 comentários sobre ““Sem golpe que agora não é o momento”, pede Jony Stassun

  1. Na nota o presidente deixou bem claro qual é a emissora, pq vcs não colocaram está parte? Dizer que foi uma emissora de rádio é muito subjetivo. Creio que o verdadeiro jornalismo não permite deixar de dar a informação completa. Sugiro rever este conceito.

    1. A meu ver é improdutivo saber se foi a emissora A ou B ou C. O dado concreto é o presidente Jony Stassun precisa deixar o comando do clube. Presidente ausente, não agrega, pelo contrário viaja ao exterior quando o clube mais precisa dele, retirou o patrocínio de sua empresa ao clube etc. O dr. Marcus Silva, apoiado por Leonardo e Ricardo Roesler, deve impor uma votação no Deliberativo para aprovar ou não, a sua destituição.
      Bons nomes não faltam para presidir o clube. ANELÍSIO MACHADO é o mais competente.

  2. Infelizmente a ganancia impera em quase tudo nesse pais. O atual presidente do JEC tem que mostrar quem e’ o presidente de verdade e deixar esses bocas de aluguel da imprensa na geladeira. Se realmente o que o presidente do JEC falou tiver fundamento e
    eu creio que tem, deveria ser exposto o nome desse programa esportivo para que todos os torcedores do JEC fiquem sabendo.

  3. Sempre terceirizando a culpa hein presidente? Vive viajando e o JEC que é bom, nada! Vai embora do tricolor, por favor, vai cuidar dos teus rolamentos!

    E uns e outros vem aqui pra botar mais lenha na fogueira. Devem ser os que apanham no Ibope…

    1. Pois é, ele em fevereiro viajou 15 dias para Dubai, onde a diária de um hotel mais baratinho custa em torno de 1 mil dólares. Ai ele não participa de reuniões pra tomar as decisões, e quando volta briga com todo mundo dizendo que quem decide é o presidente. Ou vive e respira o JEC ou vaza. O JEC é do povo, é empresa pública, O JEC é de todos e não exclusivamente de um presidente.

  4. Esta uma cada da mãe Joana, nessa toada fuma a segunda divisão de SC e série D do brasileirão , um bando de incompententes contratando quantidade e sem qualidade, mudanças ja

  5. Diretoria tem que está presente vinte e quatro horas. E fazer uma gestão transparente para todos ver , ser presidente, não é passear e deixar o clube a Deus dará, tem que vestir a camisa de verdade.

  6. Lamentável isso tudo. O Jec sempre foivum poço de vaidades, desde os tempos de Florêncio, Nereu e cia. Os dois lados estão errados. Imprensa de Jlle sempre foi corneteira e fraca. Triste isso tudo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *